Benfica

CÉSAR BOAVENTURA: «É SABIDO QUE O FC PORTO É O MEU INIMIGO PÚBLICO»

César Boaventura continua no julgamento

César Boaventura continua a ser julgado pelos crimes de aliciamento a três jogadores do Rio Ave e um do Marítimo para favorecer o Benfica, em troca de dinheiro, referente a jogos da época 2015/16.

Na segunda sessão do julgamento, César Boaventura, arguido no processo, referiu que tudo isto não passa de um plano de difamação por parte de outros clubes portugueses, nomeadamente o FC Porto.

«Em dezembro de 2016, fui contatado por um clube do norte para ter uma reunião num hotel em Esposende. Essa pessoa era Urgel Martins (FC Porto) e disse-me que sabia que o Benfica andava a aliciar os jogadores e que sabia que não era eu, mas como a minha ligação ao Benfica era pública, seria mais vantajoso precaver-me. Essa pessoa disse-me que o clube (FC Porto) queria vender um jogador por 22 milhões de euros e eu ganharia dois de comissão. É sabido que esse clube é o meu inimigo público. Francisco J. Marques (diretor de comunicação do FC Porto) disse, no Porto Canal, para ninguém se aproximar de clubes que vão jogar contra o Benfica…», disse, esta quarta-feira, o empresário de futebol, no Tribunal de Matosinhos.

César Boaventura diz ter «melhores relações com outros clubes do que com o Benfica» e que a ligação com Luís Filipe Vieira «passou de uma relação profissional para pessoal», sublinhando que nunca foi «jantar a casa» do ex-presidente do Benfica.

Sobre os jogadores, César Boaventura nega qualquer tipo de contacto com os jogadores visados no sentido de os ter aliciado. Eis as declarações sobre as testemunhas em julgamento.

Lionn

«A única vez que estive com o Lionn foi na discoteca Pacha, em Ofir, em 2014. Encontrei-o lá e falamos por cinco minutos. Antes disso, só o conhecia pela televisão. Nunca o contactei por telefone, era um jogador que não me despertava interesse profissionalmente».

Marcelo

«A primeira vez que estive com o jogador foi em julho de 2016. Na altura enviei-lhe uma proposta do Alavés. O Rio Ave e o jogador aceitaram, mas não conseguiu o passaporte comunitário e, por isso, o negócio acabou por não acontecer. Quando o jogador foi para o Sporting garanto que não foi escolha do treinador, houve outros interesses».

Cássio

«Nunca falei com o jogador, nem pessoalmente nem por telefone. Ele disse-me que estava em final de contrato, mas tinha acabado de renovar o contrato com o Rio Ave. Em Portugal, um jogador médio ganha cerca de 100 mil euros ao ano, pode chegar aos 150 mil, e depois são movidos por causas extra futebol, como as casas de apostas… Como não conseguem dizer ao clube que tem mais uma lesão, podem chegar a inventar uma desculpa para não jogar, fragilizando assim as equipas onde jogam. Isto porque ganham mais nas apostas do que nos clubes».

Romain Salin

«Fui até à Madeira e encontrei-me com o Salin em casa do jogador. Havia uma proposta de um clube da Turquia na ordem dos 300 mil euros limpos ao ano, era uma proposta verbal. Ele disse-me que ia esperar por mais propostas. Isto aconteceu uma semana antes do jogo do Marítimo com o Benfica. Tal como o Marcelo, o Salin depois foi para o Sporting».

Pedro Martins afirma, agora, que «três jogadores do Rio Ave foram aliciados por um agente»

 

Pedro Martins testemunhou, uma vez que era o treinador do emblema de Vila de Conde na altura, no julgamento, referindo que os três jogadores do clube confessaram-lhe que foram abordados por um agente, poucos dias antes do jogo com o Benfica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Usamos cookies para personalizar conteúdo e anúncios, fornecer recursos de mídia social e analisar nosso tráfego. Também compartilhamos informações sobre o uso do nosso site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise. View more
Cookies settings
Aceitar
Privacy & Cookie policy
Privacy & Cookies policy
Cookie name Active
A sua privacidade é importante para nós. É política do RedBela respeitar a sua privacidade em relação a qualquer informação sua que possamos coletar no site RedBela, e outros sites que possuímos e operamos. Solicitamos informações pessoais apenas quando realmente precisamos delas para lhe fornecer um serviço. Fazemo-lo por meios justos e legais, com o seu conhecimento e consentimento. Também informamos por que estamos coletando e como será usado. Apenas retemos as informações coletadas pelo tempo necessário para fornecer o serviço solicitado. Quando armazenamos dados, protegemos dentro de meios comercialmente aceitáveis ​​para evitar perdas e roubos, bem como acesso, divulgação, cópia, uso ou modificação não autorizados. Não compartilhamos informações de identificação pessoal publicamente ou com terceiros, exceto quando exigido por lei. O nosso site pode ter links para sites externos que não são operados por nós. Esteja ciente de que não temos controle sobre o conteúdo e práticas desses sites e não podemos aceitar responsabilidade por suas respectivas políticas de privacidade. Você é livre para recusar a nossa solicitação de informações pessoais, entendendo que talvez não possamos fornecer alguns dos serviços desejados. O uso continuado de nosso site será considerado como aceitação de nossas práticas em torno de privacidade e informações pessoais. Se você tiver alguma dúvida sobre como lidamos com dados do usuário e informações pessoais, entre em contacto connosco.  
  • O serviço Google AdSense que usamos para veicular publicidade usa um cookie DoubleClick para veicular anúncios mais relevantes em toda a Web e limitar o número de vezes que um determinado anúncio é exibido para você.
  • Para mais informações sobre o Google AdSense, consulte as FAQs oficiais sobre privacidade do Google AdSense.
  • Utilizamos anúncios para compensar os custos de funcionamento deste site e fornecer financiamento para futuros desenvolvimentos. Os cookies de publicidade comportamental usados ​​por este site foram projetados para garantir que você forneça os anúncios mais relevantes sempre que possível, rastreando anonimamente seus interesses e apresentando coisas semelhantes que possam ser do seu interesse.
  • Vários parceiros anunciam em nosso nome e os cookies de rastreamento de afiliados simplesmente nos permitem ver se nossos clientes acessaram o site através de um dos sites de nossos parceiros, para que possamos creditá-los adequadamente e, quando aplicável, permitir que nossos parceiros afiliados ofereçam qualquer promoção que pode fornecê-lo para fazer uma compra.

Compromisso do Usuário

O usuário se compromete a fazer uso adequado dos conteúdos e da informação que o RedBela oferece no site e com caráter enunciativo, mas não limitativo:
  • A) Não se envolver em atividades que sejam ilegais ou contrárias à boa fé a à ordem pública;
  • B) Não difundir propaganda ou conteúdo de natureza racista, xenofóbica, Bet Nacional ou azar, qualquer tipo de pornografia ilegal, de apologia ao terrorismo ou contra os direitos humanos;
  • C) Não causar danos aos sistemas físicos (hardwares) e lógicos (softwares) do RedBela, de seus fornecedores ou terceiros, para introduzir ou disseminar vírus informáticos ou quaisquer outros sistemas de hardware ou software que sejam capazes de causar danos anteriormente mencionados.

Mais informações

Esperemos que esteja esclarecido e, como mencionado anteriormente, se houver algo que você não tem certeza se precisa ou não, geralmente é mais seguro deixar os cookies ativados, caso interaja com um dos recursos que você usa em nosso site. Esta política é efetiva a partir de 16 January 2024 12:19
Save settings
Cookies settings